NOTÍCIAS DE GOIÁS


07/01/2013 13h42 - Atualizado em 07/01/2013 13h42

Detetive de arte encontra obra de Matisse roubada há 25 anos na Suécia

ESTOCOLMO, 7 Jan (Reuters) - Um detetive de arte britânico recuperou uma pintura do artista francês Henri Matisse roubada há 25 anos de um museu de Estocolmo.

A obra "Le Jardin", avaliada em cerca de 6 milhões de coroas suecas (916.200 dólares), foi recuperada por Christopher Marinello, um especialista em recuperação de arte do Art Loss Register, em Londres.

"É fantástico que a pintura tenha aparecido de novo", disse Kristin Ek, porta-voz do Moderna Museet, em Estocolmo. "Ela foi roubada há tanto tempo que nós realmente tínhamos quase perdido a esperança".

A pintura foi roubada em maio de 1987 quando um ladrão invadiu o museu com uma marreta durante a noite.

O roubo foi relatado tanto para a Interpol quanto para a Art Loss Register (ALR), o maior banco de dados privados internacionais do mundo sobre artes roubadas, perdidas e saqueadas.



Detetive particular diz que cantora Whitney Houston foi assassinada

Um detetive particular garante que há indícios de que a cantora Whitney Houston foi assassinada e que o motivo foi um acerto de contas com traficantes por uma dívida milionária, informou o site PerezHilton.

O investigador Paul Huebl assegura que existe um grande número de provas que "apontam que Whitney foi vítima de poderosos narcotraficantes que enviaram matadores para cobrar uma grande dívida por entorpecentes".

"O corpo de Whitney mostra as clássicas contusões por defesa que poderiam ter ocorrido enquanto lutava por salvar sua vida", indicou Huebl, apesar de os relatórios oficiais após a morte da artista terem revelado que não houve resistência e que a causa da morte foi um afogamento acidental no qual influíram um problema cardíaco e o consumo de cocaína.

As conclusões do investigador se baseiam em pistas fornecidas por informantes do tráfico, uma análise do relatório do legista e vídeos do hotel de Beverly Hills no qual a cantora morreu.



Detetive cita sete pistas para identificar homens e mulheres que traem

Esqueça aqueles velhos clichês de novelas e filmes dos anos 80 em que a esposa desconfiada investiga os pertences do marido até achar uma malfadada mancha de batom no colarinho da camisa ou um comprovante de cartão de crédito com nome de motel. Hoje em dia, os batons têm melhor qualidade, os motéis se escondem sob a sutileza de uma razão social pouco sexy e os infiéis estão um pouco mais atentos para não deixar pistas tão evidentes da traição.

Mas mesmo assim, segundo a detetive particular Angela Bekeredjian, de São Paulo (SP), ainda é possível perceber sinais que indicam a infidelidade do outro. “Namorados, noivos ou cônjuges têm seus próprios costumes e particularidades que somente os dois podem entender. Quando um ou outro muda seu jeito de ser, é bom ficar alerta. A mudança pode ser sutil e, em muitos casos, não é para pior, mas para melhor”, conta.

Há quase 50 anos investigando homens e mulheres que traem, “Angela Detetive”, como é conhecida, cita uma mudança de comportamento que pode ser suspeita. “Um bom exemplo é o marido que passa a encher a esposa de presentinhos sem motivo especial”, afirma.

Foi o que aconteceu com a artista plástica curitibana Marina Vicente, de 35 anos. “Meu ex-marido, de repente, começou a me trazer bombons, flores, revistas importadas super caras e outros presentes sem motivo algum. Comecei a desconfiar, pois ele sempre foi pão-duro. Resolvi segui-lo e confirmei a suspeita: tinha outra na jogada”, revela.

A neuropsicóloga Gislaine Gil, do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, em São Paulo (SP), diz que hoje em dia as mulheres traem tanto quanto os homens. “Isso acontece principalmente com as mais novas, pois a conquista do mercado de trabalho ampliou as oportunidades de trair. Para elas, há uma ‘vitrine’ tentadora de homens”, conta.




13/11/2012 12h14 - Atualizado em 13/11/2012 12h58

Aluna homossexual afirma ter sido agredida por mãe e avô de colega

Violência teria ocorrido dentro de uma sala de aula em Bela Vista de Goiás.
Supostos agressores negam e alegam ter separado briga entre estudantes.



Uma adolescente de 16 anos registrou uma ocorrência na Delegacia de Polícia de Bela Vista de Goiás, Região Metropolitana de Goiânia, alegando ter sido agredida fisicamente pela mãe e pelo avô de uma colega, de 14 anos, na segunda-feira (12), dentro de uma sala de aula de uma escola estadual no centro da cidade.
De acordo com o delegado titular da cidade, Iris Alves Pinto, para a menor agredida, o motivo da violência foi homofobia, pois ela se autodeclara homossexual. A menor suspeita e os familiares envolvidos negam terem cometido qualquer ato de violência.
Leia mais: http://g1.globo.com/goias/noticia/2012/11/aluna-homossexual-afirma-ter-sido-agredida-por-mae-e-avo-de-colega.html
13/11/2012 14h29 - Atualizado em 13/11/2012 14h29

Ciclista morre após ser atropelado por ônibus coletivo em Goiânia

Acidente aconteceu na Avenida Nazareth, no Jardim Guanabara.
PM faz teste do bafômetro em motorista do veículo e resultado foi negativo.


Um ciclista de 34 morreu após ser atropelado por um ônibus do transporte coletivo na manhã desta terça-feira (13), na Avenida Nazareth, Jardim Guanabara, em Goiânia.

A Polícia Militar esteve no local, fez o teste do bafômetro no condutor do ônibus e o resultado foi negativo.

Leia mais: http://g1.globo.com/goias/noticia/2012/11/ciclista-morre-apos-ser-atropelado-por-onibus-coletivo-em-goiania.html

13/11/2012 15h19 - Atualizado em 13/11/2012 15h19

Bombeiros resgatam corpo de homem que caiu de ponte, em GO

Acidente aconteceu nesta terça (13), na Marginal Botafogo, em Goiânia.
Parte de uma das pistas foi bloqueada e trânsito ficou lento no local.


O corpo de um homem foi resgatado na manhã desta terça-feira (12) dentro do Córrego Botafogo, na Marginal Botafogo, na altura do Setor Universitário, em Goiânia.
O resgate chamou a atenção de muitos curiosos na ponte sobre a marginal. Parte de uma das pistas foi bloqueada durante o resgate e o trânsito ficou lento na região. A vítima, segundo os bombeiros, aparenta ter cerca de 25 anos. O corpo dele foi levado para o Instituto Médico Legal (IML).
Leia mais: http://g1.globo.com/goias/noticia/2012/11/bombeiros-resgatam-corpo-de-homem-que-caiu-de-ponte-em-go.html



18/10/2012 08h03 - Atualizado em 18/10/2012 08h03

Estudante de 16 anos é flagrado com revólver dentro de escola, em Luziânia

Segundo a polícia, jovem contou que queria ameaçar um colega de sala.
MP irá definir as punições cabíveis e investigar se a arma possuía registro.


Um adolescente de 16 anos foi flagrado portando um revólver calibre 22 dentro da escola onde estuda no município deLuziânia, no Entorno do DF, na tarde de quarta-feira (17).
De acordo com a Polícia Militar, o jovem entrou no colégio com a arma, que estava sem munição, para ameaçar um colega. “Estava sem munição, mas esses casos são preocupantes porque de repente dá um surto em uma pessoa dessa e ele começa a atirar. São muitas vidas que podem ser atingidas”, afirma o Francisco dos Santos Silva.
17/10/2012 07h05 - Atualizado em 17/10/2012 08h06

Delegada é a única vereadora eleita em Aparecida de Goiânia em 24 anos

Município com 272.115 eleitores é o 2º maior colégio eleitoral de Goiás.
Policial terá 24 colegas; ela disputou com 361 homens e 160 mulheres.


A única mulher eleita entre os 522 candidatos a vereador em Aparecida de Goiânia nas eleições de 2012, Cybelle Silva Tristão (PSDB), de 34 anos, pretende conciliar a atividade legislativa com a profissão de delegada de polícia, que exerce há quase nove anos no município. A policial concorreu com 160 mulheres e 361 homens e a partir de 2013 vai trabalhar com 24 colegas do sexo masculino. Ela também é a primeira mulher eleita para a Câmara Municipal do segundo maior colégio eleitoral de Goiás, com 272.115 eleitores, desde 1988.



17/10/2012 12h40 - Atualizado em 17/10/2012 12h42

Aumentam famílias chefiadas por mulheres em Goiás, diz IBGE

Levantamento com base no Censo 2010 foi divulgado nesta quarta (17).
Em todo o país, 46% das mulheres cuidam do dinheiro da família.


Censo Demográfico 2010 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgado nesta quarta-feira (17) revela que o percentual de famílias que são providas por mulheres em Goiás passou de 25%, em 2000, para 35%, em 2010.

O levantamento também revelou que, nacionalmente, 46% das mulheres administram as finanças domésticas. Um dos exemplos dessa realidade está na casa dona de casa Joana D’Arc Dias Souto. Há quase dois anos, o marido dela foi trabalhar em Rio Branco (AC), enquanto ela e a filha ficaram em Goiânia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário